• Por Stephanie Sonsin

Criança que chora por tudo: O que fazer para mudar essa situação?


Já vimos em outro artigo que a criança que chora por tudo pode ter suas necessidades não atendidas, pode ter uma carência emocional ou estar passando por um problema sério. Vimos como é possível identificar patologias através desse comportamento e o que leva ao choro incessante.


Agora, neste artigo você aprenderá a lidar com essa situação e fazer com que a criança aprenda a se comunicar além do choro. Veja a seguir como mudar a situação de choro constante da criança que chora por tudo.


1. Ensine a criança a lidar com problemas pequenos


A criança não para de chorar porque você deu o copo rosa e não o roxo, ou por qualquer outro motivo bobo como esse. Aprenda de uma vez por todas, isso é besteira! Sabemos que isso não é motivo para chorar, mas precisamos lembrar que a criança é pequena e precisa aprender a lidar com problemas pequenos.


Criança mais velha vai tomar decisões grandes, frustrações grandes, problemas grandes e isso faz parte do aprendizado. Crianças pequenas, por outro lado, vão aprender a tomar decisões pequenas, frustrações pequenas e a resolver problemas pequenos.


Em vez de desprezar, acolha a criança. Você nem sempre vai ceder e acredite, acolher não demonstra fraqueza no posicionamento dos pais. Contudo, você vai considerar se aquela discussão é importante, se vale a pena o desgaste e se há algum comprometimento em atender ao pedido da criança.


2. Ensine a criança a se comunicar de outra forma


Qualquer choro você já grita, ameaça, dá bronca ou dá a atenção que ela tanto procura, mesmo que negativa. Ela vai seguir o modelo que aprendeu, vai gritar, vai berrar e vai chorar sempre que quiser atenção ou algo em específico.


Sendo assim, você precisa ensinar a criança que chora por tudo a se comunicar de outra forma. Dê espaço para ela conversar, demonstrar sentimentos e falar abertamente o que deseja.


3. Verifique as necessidades da criança que chora por tudo


A criança tem uma rotina legal? Já se alimentou e está bem-nutrida? Está dormindo bem? Tem tempo para atividades físicas ou brincadeiras? A criança está sendo considerada, respeitada, amada e ouvida? Todas essas coisas são essenciais para qualquer criança.


Se a criança não tem uma dessas necessidades básicas atendida, ela vai chorar por tudo. Antes de dar bronca, verifique se a criança tem todas as suas necessidades supridas como deveria.


4. Entenda a situação como um iceberg


Em um iceberg, a parte visível é bem menor do que a que você não vê. O comportamento é como a parte de cima do iceberg, somente a pontinha do que você consegue ver. As necessidade, por outro lado, é o que você não consegue ver superficialmente. E são elas que fazem o navio afundar.


Então se ela não está se sentindo ouvida, se sente incapaz e está em uma situação de briga o tempo todo, ela sentirá que suas necessidades não estão sendo atendidas. Em alguns casos, as necessidades dela, assim como as nossas, não serão supridas o tempo todo. A criança precisará aprender a lidar com isso.


Contudo, a forma como a criança aprenderá isso dependerá do comportamento dos pais. Quanto mais estressada uma criança estiver, mais sensível ela vai ser! Ou seja, ela vai chorar muito ou não vai chorar por nada e vai desistir.

5. Permita que a criança que chora por tudo gaste energia


A criança precisa de espaço para se expressar, conversar, expor seus sentimentos, falar sobre suas frustrações e até extravasar sua energia. Por isso, dê estímulos e permita que ela brinque, faça exercícios físicos e libere toda energia acumulada.


51 visualizações0 comentário