• Por Stephanie Sonsin

Sessão de Terapia: como funciona, qual a importância e quando procurar?

Atualizado: há 2 dias

Você sente que não consegue mais seguir adiante sozinho? Sente que as suas forças estão se esgotando ou que você já chegou ao seu limite? Não vê mais sentido ou não tem mais um propósito de vida? Questões particulares e internas estão afetando uma ou várias áreas da sua vida? Não espere mais, decida hoje fazer psicoterapia! Você não precisa carregar o seu fardo sozinho! Isso também serve pra você, que simplesmente está em busca de autoconhecimento e quer resolver questões emocionais, ou sente que algo não está muito ajustado e quer ter auxílio para se perceber melhor nesse mundo. Psicoterapia também é pra você!

Todos nós, em algum momento, precisamos de ajuda.


Desconhecida por muitos ainda, a sessão de terapia, que conta com muitos estudos que a validam cientificamente, ainda é alvo de preconceito. E vários são os motivos alegados pelas pessoas tenham resistência em procurar ajuda psicológica. Nesse post, o termo terapia se refere à terapia psicológica, também conhecida como psicoterapia.

Afinal, o mito de que “é preciso ser louco ou ter grandes problemas para ir na terapia” é, ainda, muito disseminado na sociedade.

Se buscarmos uma definição para psicoterapia, veremos que ela está ligada ao tratamento de problemas psicológicos, problemas de relacionamento ou problemas relacionados à saúde mental.

Assim sendo, alguém que se veja triste e desesperançoso a maior parte do tempo, alguém que se perceba isolado socialmente ou alguém que esteja com nível elevado de ansiedade poderia procurar o serviço de psicoterapia.

Vale ressaltar que procurar um tratamento psicológico não se restringe a uma minoria de pessoas com distúrbios ou problemas sérios. A sessão de terapia é voltada para todas as pessoas, porque é completamente normal se sentir confuso ou perdido com seus sentimentos, relacionamentos e escolhas.

E essas demandas, menos complexas, se comparadas aos transtornos psicológicos mais graves, são atendidas também numa sessão de terapia. Numa analogia com a consulta médica, você pode ir ao consultório de um oftalmologista para tratar uma irritação nos olhos causada por um cisco ou para tratar um glaucoma. Ambas as demandas serão atendidas pelo profissional.

Porém, o que é e como funciona uma sessão de terapia? Qual o tipo de abordagem terapêutica que utilizo? E qual a importância das sessões de terapia?


Sessão De Terapia: Como Funciona?

Primeiramente, é preciso entender que existem diferentes tipos de abordagens terapêuticas. Como por exemplo a Psicanálise, Psicologia Analítica ou Junguiana, Psicologia Humanista, Gestalt e Análise do Comportamento ou Behaviorismo. Vou falar aqui da Psicanálise que é o tipo de abordagem que utilizo na clínica.

A psicoterapia pode ser realizada de forma individual ou em grupo, por exemplo, com casais e famílias. A maioria das sessões tem uma duração média de 40 a 50 minutos em média. Entretanto, ela pode se estender por mais tempo, a depender da abordagem, da demanda e do acordo firmado com o terapeuta.

Quanto à duração do processo, há terapias de curto prazo, que lidam com problemas imediatos, resolvendo-se em poucas sessões. Um exemplo de demanda de curto prazo seria uma tomada de decisão profissional sobre sair ou ficar numa determinada empresa. Porém, há casos de terapia de longo prazo, que trabalham déficits ou excessos comportamentais e emocionais mais complexos. Por isso, tais casos demandam meses de terapia e, até mesmo, anos.

Normalmente, na primeira sessão de terapia, o psicólogo aplica uma anamnese, ou seja, pergunta coisas básicas sobre sua vida. Essa fase inicial é importante para o terapeuta conhecer um pouco suas características e realizar uma avaliação sobre sua situação.

O desenvolvimento do processo terapêutico é feito com questões históricas, situações do cotidiano e a relação entre o histórico e o presente. Afinal, muita vezes, é por meio de situações comuns e simples que se chega às questões mais profundas.

Depois, o terapeuta, além de saber o motivo porque você procurou a terapia, ele buscará saber como tais motivos te afetam. Portanto, para o funcionamento da psicoterapia, é preciso que a relação terapeuta-paciente seja harmoniosa e se estabeleça a confiança.

As sessões, normalmente, são semanais ou quinzenais, mas o tempo de frequência pode variar. O psicólogo irá definir a melhor forma de abordagem para cada paciente, de acordo com sua conduta terapêutica.

Uma breve descrição da abordagem - Psicanálise

A psicanálise é um campo clínico e de investigação teórica da mente humana desenvolvido por Freud. Esse campo acredita que muitos dos processos psíquicos são inconscientes. Portanto, as nossas emoções e atitudes são resultados de fatores que não temos consciência.

Esse tipo de abordagem terapêutica usa como principal instrumento a palavra – interpretação. Além disso, tem finalidade terapêutica a exploração do inconsciente, resolução de conflitos básicos e restauração ou transformação global da personalidade do paciente.

Então, durante as sessões, o paciente, auxiliado pelo terapeuta, começa a entender sua mente e a razão de suas emoções.

Além disso, o tratamento com abordagem psicanalista não tem como principal objetivo tratar distúrbios psíquicos. Ele incentiva pacientes a conhecer um pouco mais de si mesmo e buscar novas perspectivas.


A Psicoterapia (Seção de Terapia) pode te auxiliar em casos como:

  1. Tratamentos de transtornos psicológicos,

  2. Profissionais e relacionais,

  3. Crises existenciais e transacionais,

  4. Dificuldades nas mudanças relacionadas às fases da vida, etc.




209 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo